Citroen Berlingo – agilidade, conforto e boa imagem

by on 6 Junho, 2019 in Ensaios / Assessment

Citroen Berlingo – agilidade, conforto e boa imagem

O novo Citroen Berlingo trouxe consigo uma componente tecnológica que visa aumentar o conforto e segurança nas frotas, mantendo a boa capacidade de trabalho reconhecida no modelo.

Álvaro Borrego, diretor da empresa A.S. Borrego, que desde 1977 dedica-se ao comércio e distribuição de tintas para a repintura automóvel, construção civil e indústria, concordou em deixar por momentos as funções de comando da empresa para realizar o assessment do Citroen Berlingo. “A Automotive lançou-me um repto interessante quando me convidou para este assessment e por isso estou contente em realizá-lo. São os desafios, que surgem no dia-a-dia, que me motivam e dão cor à minha profissão.

Em termos de frota renovamos, recentemente, algumas carrinhas que utilizamos para entrega dos nossos produtos, na grande Lisboa. Temos como clientes, algumas concessões Volkswagen e, por uma questão de parceria, acabamos por comprar as nossas viaturas desta marca. Mas também dispomos de modelos das marcas Renault e Peugeot, na frota de carrinhas. Nos veículos ligeiros, temos modelos da marca SEAT, Mercedes-Benz e Lexus, sendo que no total contamos com cerca de 20 viaturas. Temos trabalhado com renting nos ligeiros de passageiros e, nas carrinhas, optámos pelos contratos de leasing ou aquisição.

Capacidade de carga

A primeira coisa que avalio neste tipo de viatura comercial ligeira, é a sua capacidade de carga e a facilidade de carregamento e manuseamento. Do teste que efetuámos no nosso armazém, ambas as funcionalidades, são boas. Conseguimos carregar com facilidade, o material que normalmente transportamos para os nossos clientes, quer seja paletizado ou não. O acesso à caixa de carga é fácil e as portas abrem bem, sem esforços. A estética do Berlingo também é agradável, nota-se uma grande diferença e evolução, face à geração anterior.

Passando para a análise do seu interior, o tablier é envolvente e tem muitos arrumos. Acima do para-brisas também apresenta muitos espaços para acomodarmos certos tipos de documentações, dossiês, catálogos., etc.  Destaco o ecrã central tátil, com sistema de navegação e as suas múltiplas funcionalidades. Os menus deste ecrã são bastante fáceis de operar, o que é uma vantagem para o motorista, que não precisa desviar a sua atenção do trânsito. O travão de mão acionado eletronicamente, é uma novidade neste segmento das carrinhas, pois ainda não tinha visto nenhuma viatura comercial ligeira com este dispositivo eletrónico.

O volante é mais parecido com um volante de um ligeiro de passageiros do que um ligeiro de carga. Tem um toque agradável e incorpora muitas funcionalidades (rádio, Bluetooth, entre outras conectividades), que são operadas pelos vários botões dispostos lateralmente, revelando uma boa precisão ao primeiro toque. O espaço no interior da cabine é suficiente para as atividades profissionais, e os três lugares permitem também acomodar ajudantes ou eventualmente clientes numa qualquer necessidade.

Em marcha

A câmara de filmar traseira é um dispositivo de segurança, pois facilita e muito a manobrabilidade em locais de difíceis acessos, como as rampas de carga e descarga, ou o estacionamento em espaços reduzidos. Evitam acidentes nas pequenas manobras. Não estou habituado a conduzir estas carrinhas e as manobras que realizamos dentro do nosso armazém são, geralmente, difíceis de realizar. No entanto, este modelo Berlingo tem uma boa capacidade de manobra, ao que se juntam os auxílios dos sensores de estacionamento e a câmara traseira. Com estes recursos tecnológicos, as manobras tornam-se mais ágeis e seguras.

Assim que saio do nosso armazém percebo este modelo vem equipado com um motor que disponibiliza um bom binário, apoiado numa gestão eletrónica que doseia a força de forma gradual, conforme subimos as rotações do motor. Este aspeto é importante, pelo menos no nosso caso pois, em dias de chuva, como é o caso de hoje, a nossa saída da garagem é ingreme e por vezes os carros ficam a patinar. Este Berlingo conseguiu sair-se bem desse desafio porque não só o controlo de tração ajudou, como também o Hill-assist permitiu que o carro não descaísse.

O motor, embora potente mesmo à baixa rotação, permite realizarmos uma condução leve e, por momentos, deixamos de sentir que estamos a conduzir uma carrinha de entregas. O seu conforto, espaço, e facilidade de condução, transmite uma agradável sensação mesmo no trânsito urbano. Mais parece um carro ligeiro de passageiros.

A caixa manual de 6 velocidades ajuda a manter a média de consumo, que neste assessment regista 6,7lt/100km. Pensei que a câmara de filmar só funcionasse quando engrenássemos a marcha atrás, mas ela está sempre ligada. Acaba por funcionar como um espelho retrovisor central! Também podemos utilizar as facilidades da câmara que está localizada no retrovisor, do lado direito. Dá muito jeito principalmente, quanto passamos por cruzamentos.

Funcionalidade

De um modo geral, as viaturas em formato carrinha têm uma função operacional na nossa empresa A.S. Borrego, e têm de estar bem-adaptadas ao nosso modelo de negócio. Recentemente, alteramos a tipologia da nossa frota para carrinhas com menores dimensões. Primeiro pelo facto de não termos necessidade de transportar tanta carga em pequenos trajetos e, segundo, pelo fato dos furgões serem classe 2 nas portagens, o que sobrecarregava os custos de gestão da nossa frota, para um patamar injustificável. Assim, optámos pela utilização de carrinhas do tipo da Berlingo, mas nas versões mais compridas.

Desde 2008 que praticamente deixámos o negócio de tintas e acessórios para a construção civil e focamos o desenvolvimento da nossa empresa, na área da repintura automóvel, que agora representa quase a totalidade da nossa faturação, em duas grandes áreas geográficas: a grande Lisboa, que vai desde o Carregado, Loures, até Cascais; e toda a região do Algarve.

Quando tínhamos a área da construção fazia sentido ter furgões com grande capacidade de carga. Atualmente, estamos focados na repintura automóvel e, nessa área as embalagens evoluíram bastante. Anos atrás, as latas de tintas eram de grandes dimensões. Hoje, elas diminuíram porque as tintas tornaram-se cada vez mais produtivas, ou seja, quando antes se precisava de 5 litros para um serviço, agora chegam 3,5 litros para se realizar o mesmo serviço.

Também temos maior rotatividade dos produtos, o que implica em mais entregas em menor quantidade, porque o cliente não quer ter grandes stocks na sua empresa. Conseguimos gerir melhor as campanhas, o ciclo de vida dos produtos, o investimento financeiro, e tudo isso faz a diferença quando queremos alcançar a rentabilidade do nosso negócio.

Dinâmica da empresa

Como referi, a A.S. Borrego está verticalizada para a repintura automóvel, onde as marcas do nosso core business são a Spies Hecker e a 3M. Também comercializamos outras marcas de equipamentos e acessórios para as oficinas, sempre no âmbito da repintura automóvel.

Dispomos de uma equipa de comerciais e de técnico-comerciais que estão, diariamente, no “terreno” a acompanhar os clientes em tudo aquilo de que necessitam. Além desta equipa, também contamos com técnicos certificados que se dedicam à formação on job dos nossos clientes, formação essa que naturalmente é certificada.

As formações são sempre adaptadas a cada tipo de cliente. Por exemplo, se um concessionário tem técnicos que funcionam bem na etapa da lixagem, mas não tanto na fase do polimento, procuramos dar formação especificamente nas tarefas de lixagem. Outras vezes, os clientes não sabem bem quais as fragilidades existentes, quer seja na estrutura da oficina; nos equipamentos; em termos de recursos humanos; entre outros e, nesse caso os nossos técnicos estão preparados para realizar uma auditoria à oficina e implementar as soluções necessárias.

Foco no essencial

O tempo é um dos ativos mais importantes, em qualquer empresa, e principalmente para uma oficina que desempenhe as suas atividades na área da repintura. Prova disso é o desenvolvimento das tintas da Spies Hecker, uma marca premium que esta firmemente comprometida com as questões ambientais, de qualidade, de gestão do tempo e rentabilidade das empresas da repintura automóvel. Uma melhoria na gestão do tempo e dos processos de repintura, poupa recursos financeiros, otimiza os pintores, e reduz os gastos energéticos em cabines de pintura.

Como temos um longo historial no mercado nacional, construímos uma base sólida e fidelizada de clientes que vão desde oficinas independentes, até grandes grupos de concessionários. Independentemente da dimensão, tenho orgulho em dizer que trabalhamos os clientes com alma. Claro que um cliente pequeno tem necessidades diferentes de um grande cliente, mas a nossa dedicação e entrega, é sempre intensa.

O cliente merece um trabalho de qualidade e é essa a razão pela qual investimos em técnicos, ações de formação e em estruturas de suporte. Diferente das empresas que estão no mercado de forma inconstante e cujo principal objetivo da sua existência e gestão, está afeta unicamente à questão do preço.

Conclusões

Normalmente as novidades são testadas primeiro nas grandes cidades, com testes-piloto, e depois no interior do país. Estamos na linha da frente nesse aspeto. Quanto à implementação, normalmente as marcas fazem-no ao mesmo tempo para todo o país, não havendo distinção territorial. Visto que a nossa área de atuação está num grande centro urbano, estamos atentos às novas formas de mobilidade, tanto do ponto de vista da frota, como numa perspetiva de gestão e da melhoria da rentabilidade do setor de repintura automóvel.

Quanto à viatura testada, tenho a certeza de que o Citroen Berlingo tem mais do que as condições necessárias para ser um sucesso nas frotas. Sei que o Berlingo é fabricado em Portugal, e que a Citroen também dispõe de uma versão de carga aumentada (ou seja, de uma tonelada de carga útil, invés de 700 kg). No entanto, a versão que a Automotive nos confiou para realizarmos este teste, dentro e fora da minha empresa, é o ideal para o nosso modelo de negócio, pelas razões que anteriormente descrevi.

Mostrou-se uma viatura ágil, confortável, com uma imagem bastante moderna e uma cor consensual. De certa forma, podemos dizer que este novo Citroen Berlingo transporta os mesmos valores que queremos transmitir aos clientes da A.S.Borrego, uma empresa com forte historial no mercado nacional e que procura se manter sempre atualizada”, concluiu Álvaro Borrego.

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com