Lexus Portugal celebra 20 anos

by on 31 Julho, 2018 in Frotas

Lexus Portugal celebra 20 anos

Com duas décadas de presença no mercado nacional, a marca Lexus chega a 2018 com bons motivos para comemorar a sua trajetória.

Para além de registar um expressivo crescimento nas vendas no primeiro semestre deste ano, a Lexus tem vindo a expandir a sua gama de veículos com motorizações híbridas, em paralelo com o alargamento da rede de concessionários e uma maior presença no mercado empresarial de viaturas premium.

Integrada no universo empresarial do Grupo Salvador Caetano, a Lexus está a viver um momento de afirmação e consolidação das suas atividades. Nuno Domingues, diretor geral da Lexus Portugal, é o rosto que está à frente deste novo posicionamento da marca no nosso país e, nas linhas que se seguem, fala-nos sobre o passado, presente e futuro da Lexus:

“Em meados dos anos 90, o grupo Salvador Caetano dispunha de uma base de dados de clientes que ocupavam posições de liderança em muitas empresas nacionais e que começavam a demonstrar interesse pela marca Lexus, que já estava presente noutros países da Europa.

Com base num estudo de mercado favorável e numa estratégia de longo prazo, a Administração do Grupo Salvador Caetano, tomou a decisão de iniciar a importação da marca Lexus para Portugal, dando assim início à história que em 2018 está a completar os seus primeiros 20 anos de existência.

Os primeiros modelos Lexus entregues em Portugal foram vendidos a empresários de renome, como por exemplo, o Eng.º Belmiro de Azevedo, dando assim uma visibilidade e uma credibilidade à marca junto do setor empresarial, criando os primeiros opinions leaders.

A arte de bem servir

A relação de proximidade com o cliente é um dos pilares que sustentam a história da Lexus em Portugal. Desde os primeiros modelos entregues, o grupo Salvador Caetano implementou um modelo de gestão para a marca que prima pela arte de bem servir o cliente. Esta forma de estar acabou por dar os seus frutos, visto que passados 20 anos, ainda temos clientes fidelizados os desde primeiros anos da marca em Portugal.

Os modelos primordiais da marca no nosso país foram o GS e o LS, que garantiram volumes de venda interessantes no segmento das viaturas premium. Entretanto, em 1999, a Lexus lançou o modelo IS 200, dando início a um novo impulso no segmento premium e abrindo as portas à conquista de um cliente mais jovem, urbano e empreendedor.

Tratava-se de uma berlina com motorização a gasolina, que mesmo num mercado já dominado por motorizações a diesel, acabaria por conquistar uma interessante quota, com base nas suas linhas inovadoras para a época, apresentando um conjunto motor, caixa de velocidades e chassis de elevada performance, e um prazer de condução e de utilização sem igual.

Foi o modelo que permitiu afirmar a marca em Portugal pela sua fiabilidade e qualidade de construção acima da média, na época. Passados quase 20 anos, ainda temos clientes que se tornaram fidelizados à Lexus graças à boa imagem e à qualidade geral do modelo IS 200 a gasolina, constituindo assim a primeira fase da história da marca em Portugal.

Motorização híbrida

Adaptando-se aos novos tempos e a uma crescente massificação da tecnologia diesel na Europa, a segunda fase da vida da Lexus em Portugal começa efetivamente em 2007 com a introdução do modelo IS 220 a diesel, o que permitiu registar o primeiro grande resultado de vendas, visto que era um modelo perfeitamente enquadrado com as tendências de compra dos clientes das classes média e média alta.

Não obstante, e contrariando a tendência de “dieselização” da época, a Lexus passou a disponibilizar propulsores ambientalmente mais evoluídos e desenvolveu as suas próprias tendências de compra, com a introdução da versão RX 450h, o primeiro modelo com motorização híbrida. Seguiu-se o modelo CT 200 h lançado em 2010 e, em 2013, o modelo IS 300h iniciando a terceira etapa da marca no nosso país.

A introdução de modelos com motorização híbrida foi um verdadeiro ato de pioneirismo da Lexus no mercado automóvel em Portugal, pois este tipo de propulsão não era muito popular em Portugal e muito menos no segmento SUV. Ao mesmo tempo, a propulsão híbrida demonstrava uma fiabilidade exemplar o que elevou ainda mais os patamares de qualidade da marca no segmento premium.

Focada nos seus valores

A marca preza muito os seus valores. Quando desenvolve um novo produto, para além de o testar em todos os domínios, a Lexus também dá muita importância à satisfação do cliente, assim como à experiência sensorial que cada modelo possa transmitir ao seu condutor.

Sabemos que o desenvolvimento tecnológico, a qualidade de construção, a performance e a segurança são muito importantes num automóvel, mas é igualmente importante a forma como cada utilizador sente os nossos automóveis. Digamos que temos uma engenharia orientada para o prazer de condução, pois os nossos modelos são concebidos para proporcionar uma experiência pura, profunda e plena de prazer.

Uma das premissas presentes na fase de desenvolvimento de produto passa por identificar o respetivo contributo para a sociedade, e quais serão os fatores de diferenciação e de evolução, face aos demais automóveis já existentes nos diversos segmentos do mercado.

A introdução dos modelos com propulsão híbrida baseia-se numa tecnologia já extensivamente comprovada em diversos modelos da marca Toyota, grupo construtor automóvel da qual a Lexus faz parte. Entendemos que a motorização híbrida é a solução de mobilidade mais viável e ambientalmente mais equilibrada para a nossa sociedade.

Nova realidade nas frotas

Um dos indicadores que temos vindo a acompanhar no mercado automóvel em Portugal é o expressivo aumento de propostas dos nossos modelos por parte das gestoras de frotas. Há um interesse cada vez maior das empresas e dos quadros superiores pelos atributos dos nossos modelos, em termos de qualidade, consumos, performance e fiabilidade.

Infelizmente há fatores fiscais que nos prejudicam, pois não é possível deduzir o IVA nas despesas das motorizações a gasolina, o que não faz sentido sob o ponto de vista de impacto das emissões junto da sociedade (em comparação com os motores a diesel). Também existem alguns benefícios fiscais associados aos Automóveis elétricos e Plug-in que não são aplicáveis aos modelos híbridos.

Contudo, dispomos de um conjunto de vantagens que vão sendo cada vez mais percetíveis nas frotas e nas gestoras de frotas, como por exemplo o aumento gradual dos valores residuais no mercado nacional, assim como o facto de dispormos de uma tecnologia híbrida evoluída que não depende de uma rede de carregamentos.

Também em termos de manutenção, os custos para uma frota são muito mais baixos, visto que no que se refere aos materiais de desgaste rápido; peças e componentes os Lexus são menos dispendiosos, com menos custos nas oficinas, menos paragens e uma maior mobilidade ao longo do ano.

Com a tecnologia híbrida Lexus estamos mais próximos da realidade de um carro elétrico do que um carro equipado com motor a diesel. Dou como exemplo, o facto de os nossos modelos não disporem de embraiagem, motor de arranque, correia de distribuição, turbo, filtro de partículas, alternador, etc. Por outro lado, dispõem de travagem regenerativa em que resulta numa maior duração de Calços e discos de travão.

 Gama ampla e adaptada

Passados 20 anos, a gama Lexus evoluiu e hoje disponibiliza (…)

 

Leia o artigo completo na edição impressa da Revista Automotive

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com