Motrio Portugal em rota de crescimento

by on 24 Dezembro, 2018 in Pós-Venda

Motrio Portugal em rota de crescimento

Ao completar 20 anos de existência em todo o mundo, o conceito de rede oficinal Motrio continua em rota de crescimento com novos aderentes, sobretudo em Portugal.

A Revista Automotive entrevistou Fernando Vara, diretor da Motrio Portugal que, em linhas gerais, falou sobre o desenvolvimento da rede no nosso país, o posicionamento do conceito, os produtos e os serviços associados, e os objetivos para os próximos anos.

“Antes de chegarmos à fase atual, convém recordarmos que a Motrio nasceu como uma gama de peças alternativas, para viaturas mais antigas do parque circulante da marca Renault. Posteriormente, com o amadurecimento do projeto e expansão dos negócios, o conceito de peças alternativas evoluiu para uma cobertura de todas as demais marcas automóveis.

Nestas primeiras 20 décadas de sua existência, a Motrio evoluiu enquanto conceito e também ampliou a sua presença em diversos países da Europa. O passo seguinte à expansão do negócio de peças, foi alargar o número de referências, permitindo alargar a nossa cobertura do parque circulante de mais marcas e de diversos modelos de viaturas mais antigas.

Dinamismo

A implementação da rede Motrio em Portugal, ocorreu há cerca de 14 anos. Ultrapassados os anos de crise do setor automóvel, verificámos uma evolução do setor de pós-venda no nosso país, e desde há 3 anos, temos vindo a registar um dinamismo empresarial deste conceito, a ponto de podermos adiantar que chegaremos ao final deste ano de 2018 com quase 40 oficinas aderentes.

O desenvolvimento da rede Motrio no nosso mercado está, em certa medida, em linha com a evolução do parque circulante da marca Renault, e também do aumento da idade média das usadas viaturas em Portugal que são, naturalmente, os principais utilizadores das oficinas Motrio. Significa dizer que estamos a aproveitar todo o potencial de viaturas antigas em plena circulação, e que necessitam cada vez mais de assistência oficinal.

Balanço positivo

O crescimento do conceito Motrio tem vindo a ser registado de forma constante nos últimos 4 a 5 anos. Mas o que também é facto, é que estamos a conquistar não somente mais clientes, mas também uma maior notoriedade, tanto que hoje verificamos um maior interesse das oficinas independentes em aderirem à nossa rede. Claro, que estamos a ser mais seletivos nas escolhas, pois na base do nosso conceito, estão fatores que levam em conta a sustentabilidade dos nossos parceiros e qualidade dos serviços para os nossos clientes.

O balanço que fazemos, pese embora ainda faltar um mês para conclusão do ano de 2018, é francamente positivo, apesar de sabermos que outras redes oficinais continuam fortes e igualmente em expansão no nosso país. Isto quer dizer que estamos a fazer um trabalho de superação dos desafios e de uma competitividade mais acentuada. Estamos a ter bons resultados tanto nas vendas de peças, quanto na expansão da rede. Temos uma relação muito próxima com a rede Renault, com quem dispomos de um movimento muito bem articulado com os parceiros da marca.

Gama de produtos

Estamos igualmente a crescer na nossa gama de produtos, tendo incorporado novas referências, que hoje são à volta de 5 mil referências de peças, incluindo os pneus da marca Motrio. É importante frisar que por detrás do nosso conceito oficinal e de peças da, temos o apoio e a solidez empresarial do Grupo Renault.

São muitos os operadores no setor de pós-venda, mas quando se tem uma estrutura de base com a capacidade técnica e organizacional da dimensão da Renault, naturalmente que os aderentes da rede Motrio e os nossos clientes finais têm muito mais confiança na nossa mensagem. Antes de incorporarmos uma nova oficina na nossa rede, realizamos diversas análises de viabilidade, tomando por base o mercado local, sendo depois as propostas aprovadas (ou não), pelo nosso conselho de validação.

Não temos uma franquia de acesso à nossa rede. O que procuramos incorporar à rede são empresas oficinais independentes que estejam capacitadas para seguir a nossa dinâmica empresarial. O “cliente tipo” da rede Motrio ainda é o particular, com média de entradas de 8 a 10 viaturas por dia. Entretanto, estamos a crescer nos serviços prestados a determinadas frotas, de microempresas, que procuram a nossa rede pela proximidade.

Expectativas

Temos por objetivo continuar a crescer em 2019, sobretudo no volume de peças, mas também na expansão da rede, podendo chegar até às 60 oficinas Motrio em Portugal. É uma dimensão que consideramos ideal, e que permitirá manter uma boa gestão e um forte apoio aos nossos parceiros de negócio. Em paralelo, vamos continuar a melhorar os nossos serviços de pós-venda, incluir novas referências de peças, mais equipamentos, e mais formação técnica dos profissionais que trabalham na rede Motrio.

Hoje, o negócio da Motrio está próximo de alcançar os 7% do volume total de vendas de peças do grupo Renault em Portugal. Para tanto, dispomos de uma gama de produtos de grande rotatividade, como baterias, embraiagens e pneus, sendo certo que somos a primeira marca automóvel a dispor de uma marca própria de pneus.

Aproveitando o salão da FIL deste ano, comemorámos os 20 anos da marca e reunimos os nossos parceiros e aderentes da rede para uma primeira convenção, culminando com um jantar convívio. Estamos motivados e confiantes de que iremos continuar a crescer em Portugal”, ressaltou Fernando Vara.

Prémio Automotive

Em reconhecimento do trabalho desenvolvido em Portugal, a rede Motrio foi distinguida com o Prémio Fleet Service Automotive de 2018, em cerimónia recentemente realizada na Cidade do Futebol em Oeiras. O primeiro grande prémio da Motrio no nosso país.

Na foto, Fernando Vara, juntamente com Nuno Antunes, proprietário da oficina NA Auto, localizada no Centro Empresarial de Loures.

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com