Novo Ford Transit – uma porta aberta de soluções

by on 26 Novembro, 2018 in Frotas

Novo Ford Transit – uma porta aberta de soluções

O novo Ford Transit foi apresentado no salão IAA Hannover em conjunto com outras novidades da marca.

Mark Harvey, Commercial Vehicle Mobility Solutions Director da Ford Motor Company, acompanhou a Revista Automotive no stand da Ford, e conta-nos os principais desenvolvimentos apresentados: “ Diria que a grande novidade do nosso stand é o lançamento mundial do Ford Transit. Apresenta muitas novidades no exterior, do ponto de vista da tecnologia disponibiliza muitos sistemas de assistência à condução, incorpora também grandes evoluções em termos de conectividade, bem como no sistema propulsor.

Novidades nas motorizações do Transit

O motor a diesel EcoBlue de 2.0 litros do Ford Transit foi ainda mais otimizado para oferecer melhorias de eficiência de combustível até 7%. Em termos de potências, estarão disponíveis os motores de 105 CV, 130 CV e 170 CV e a nova variante de 185 CV, que proporciona um significativo binário de 415 NM. Todas as motorizações estarão equipadas com turbocompressor, que ajuda a oferecer uma maior amplitude de binário numa faixa de velocidade maior do que a anterior geração de motores.

Conectividade e tecnologias

Como parte da estratégia de expandir a conectividade em toda a gama de produtos de veículos comerciais, a Ford proporciona a tecnologia FordPass Connect para o novo Transit, permitindo que os gestores de frotas melhorem a utilização do veículo e otimizem os custos de operação, através de soluções como a nova Ford Telemática e produtos Ford Data Services que serão lançados em 2019.

O modem on-board também permite que uma gama de recursos seja conectada através do aplicativo móvel FordPass , para tornar a experiência operacional mais fácil e produtiva para os condutores-proprietários (no caso das microempresas) e os motoristas da frota (nos casos das PME’s).

O caráter prático do novo Transit é aprimorado com a introdução da tecnologia EPAS, que também contribui na redução da fadiga do motorista, ao adicionar mais assistência enquanto estaciona e manobra, incluindo o Active Park Assist e Lane-Keeping Aid.

Pela primeira vez, os condutores do Transit poderão escolher entre diferentes modos de condução: modo económico; menos aderência; fora de estrada para modelos de tração nas quatro rodas; e reboque, para garantir a máxima potência quando o peso do reboque é superior ao peso do veículo.

Novas tecnologias e um evoluído sistema de assistência à condução também foram introduzidas para diminuir o stress e o cansaço dos motoristas, contribuindo para se evitar ou mitigar o risco de acidentes em regiões com maior concentração automóvel, como se verifica nos grandes centros. Uma mobilidade mais eficiente também se constrói através de uma melhor habitabilidade de um furgão, segurança do condutor e da carga, e maior conectividade com os clientes”, destacou o diretor da Ford.

Relação com os frotistas melhorada

Mark Harvey apresentou-nos também a rede europeia de transformadores certificados Ford QVM (Qualified Vehicle Modifier), que já congrega um total de 70 transformadores certificados, estrategicamente localizados em 11 países europeus, desde Espanha até à Suécia.

No campo da conectividade, Mark Harvey, referiu-nos que “outra novidade que teremos brevemente disponível é a telemática. A Ford Telematics proporcionará aos frotistas a possibilidade de monitorizarem os veículos da nossa marca, através da aplicação Ford Telematics. As informações coletadas do veículo são enviadas para um portal intuitivo baseado na nossa Web que, por sua vez, disponibiliza dados úteis visando melhorar a eficiência da frota e a segurança dos motoristas.

Com este sistema de conectividade integral – marca, condutor e frotista – os proprietários e gestores de frotas, poderão visualizar a performance das nossas viaturas, praticamente em tempo real. Isto permitirá uma resposta mais célere do gestor e uma orientação mais transparente para o condutor, tornando, globalmente, uma frota energicamente e economicamente mais eficiente” salientou.

Produção do furgão elétrico

Outra das atrações da marca em Hannover foi o novo StreetScooter WORK XL, modelo produzido pela Ford, em Colónia (Alemanha), para a empresa estatal Deutsche Post.

O WORK XL é o maior furgão de distribuição do portefólio da marca de automóveis elétricos StreetScooter, com um volume de carga de 20 m3 e uma carga útil de 1.275 kg. A Ford está a equipar o furgão com uma gama de diferentes motores elétricos e baterias de iões de lítio, com potências até 90 kW (122 CV), e um binário de 276 Nm. Contando com bate rias que podem ir até aos 76 kWh de capacidade, o WORK XL tem até 200 km de autonomia.

Tendo como base um Transit chassis, produzido na fábrica da joint-venture Ford Otosan em Kocaeli, Turquia, o furgão elétrico, de dimensões médias, está equipado com um propulsor elétrico a bateria e apresenta uma carroçaria desenhada e construída de acordo com as especificações da StreetScooter.

A produção diária do WORK XL é de 16 unidades e envolve cerca de 180 funcionários da Ford, divididos por dois turnos. A capacidade de produção anual é de 3.500 unidades.

Os grupos propulsores eletrificados vão ter um papel fundamental na gama de produtos Ford para a Europa. A empresa está a investir 9,5 mil milhões de euros e planeia ter 16 veículos 100% elétricos num portefólio global de 40 veículos eletrificados até 2022.

Híbridos também têm o seu lugar

Por fim, Mark Harvey adiantou-nos também que os “híbridos também têm o seu lugar nas estradas e por essa razão o furgão Transit é tão importante para a Ford. O Ford Transit é o nosso primeiro modelo de veículo comercial ligeiro disponível com motorização híbrida de 48 volts. Com isso, conseguimos melhorar os consumos em ambiente citadino com o motor elétrico em conjunto com o de combustão a debitarem, por exemplo, 185CV.

Este modelo estará em produção na fábrica da Turquia, na primeira metade do próximo ano. Serão lançadas simultaneamente, no mercado europeu as versões de carga e passageiros do Transit” finalizou.

 

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com