Novo Suzuki Vitara – liberdade com qualidade, dinâmica e preço

by on 27 Dezembro, 2018 in Ensaios / Assessment, Frotas

Novo Suzuki Vitara – liberdade com qualidade, dinâmica e preço

O novo Suzuki Vitara vem complementar a oferta de crossovers/ SUV compactos em Portugal.

O Vitara teve um “refresh” em todas as vertentes: estética interior e exterior, conjunto propulsor e tecnologias. Na estética externa, e de trás para a frente, destaque para as luzes traseiras em Led em todas as versões do Vitara. As jantes de liga leve de 17 polegadas, linhas laterais mais elevadas e uma nova estrutura frontal com faróis também em Led, constituem os elementos diferenciadores deste novo modelo. Ainda no domínio estético, existe a possibilidade de se optar por um leque de 15 cores, sendo 8 delas bi-tom.

Contacto

A Revista Automotive testou os novos modelos da gama Vitara e a avaliação que fazemos é muito positiva. Os interiores dispõem de materiais mais agradáveis ao toque, estofos mistos (pele/tecido) e, a versão GLX que testámos na altura, apresentava teto panorâmico e era possível abri-lo quase que na sua totalidade, um aspeto importante para uma viatura que também tem características ideais para a utilização urbana.

A consola central incorpora o ecrã tátil de 7 polegadas multifunções, compatível com os sistemas Apple CarPlay, Android Auto e MirrorLink, sendo que nas versões GLX, o sistema de navegação é de série. Aliás, um dos argumentos da Suzuki para este modelo é que disponibiliza equipamentos de série que os seus concorren tes cobram (à parte), ou simplesmente não têm. Exemplo disso é o aquecimento de bancos, que é de série.

Motorizações

A Suzuki abandonou os motores a diesel na Europa e o Vitara tem agora disponíveis os motores 1.0 (111cv) a gasolina, para além do motor 1.4 (140cv), bem como caixas manuais e automáticas, e versões de duas e quatro rodas motrizes (2WD e 4WD). A versão de caixa automática, vem equipada com patilhas no volante e face ao que notámos no teste realizado, as passagens de caixa nem se fazem notar.

Testámos o motor 1.0, que se mostrou um propulsor bastante “elástico”, apesar de ter uma caixa de “apenas” 5 velocidades. A 120km/h, as rotações situavam-se nas cerca de 3000 RPM, sendo a resposta do motor bastante imediata. Na versão 4WD, existem três modos de condução – Auto, Sport e Snow. No modo Auto, o sistema faz a gestão da tração a privilegiar a tração dianteira. O Sport privilegia também a tração dianteira, sendo que melhora a resposta do motor e as passagens de caixa fazem-se a rotações mais elevadas.

No modo Snow, a gestão da tração é feita às 4 rodas, sendo possível também bloquear a tração em 50% atrás e 50% à frente, através do botão “lock”. Utilizámos o Vitara em percursos fora de estrada e as prestações impressionaram, pela facilidade com que o carro aborda certos percursos, e determinados ângulos, sejam eles passagens por riachos, subidas íngremes em terra ou terreno arenoso.

Comercialização

O novo Vitara já está disponível nos concessionários em Portugal, com 5 anos de garantia e um preço de lançamento que ronda os 17.700 euros, para a versão 1.0 GL. Destaque para o fato do Vitara ser Classe 1 nas portagens, mesmo na sua versão 4WD.

Por fim, de referir que o Vitara tem muitos elementos de segurança na condução – lane assist, dual sensor brake support, entre outros – sendo alguns deles são constituem uma na gama Suzuki, como é o caso do reconhecimento de sinais de trânsito, deteção de ângulo morto, alerta de tráfego posterior. A lista de sistemas é cada vez mais extensa, e o melhor é mesmo será testá-lo para verificar o quanto a Suzuki tem evoluído positivamente neste e em outros âmbitos. Um produto com um historial muito positivo no nosso país e que agora regressa mais atual e pronto para conquistar o seu espaço, também no mercado empresarial.

 

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com