Renault Portugal – próxima a alcançar 20 anos de liderança consecutiva

by on 17 Fevereiro, 2017 in Frotas

Renault Portugal – próxima a alcançar 20 anos de liderança consecutiva

A Renault assegurou, em 2016, o 19º ano consecutivo de liderança em Portugal, com 33.312 unidades vendidas, incluindo os veículos de passageiros e os veículos comerciais ligeiros, com um crescimento das vendas de 24,5%, bastante superior ao registado pelo mercado nacional.

No mercado de veículos de passageiros a Renault liderou com uma quota de mercado de 12,5% (25.861 automóveis vendidos) e, nos comerciais ligeiros (7.451 unidades vendidas), com uma quota de 21,4% , o que constitui um novo recorde histórico para a marca no nosso país.

Para o Grupo Renault em Portugal, o ano de 2016 cotou-se como o melhor dos últimos 25 anos. Em conjunto, as marcas Renault e a Dacia obtiveram 16,1% de quota de mercado, o que corresponde ao melhor resultado desde o ano de 1991. Desde a criação, em 1980, da filial Renault Portuguesa, a marca Renault liderou o mercado Português em 31 dos 37 anos de presença direta da marca em Portugal. Um feito realmente notável!

Veículos de passageiros: afirmação da liderança

O ano de 2016 foi marcado pelo lançamento comercial de modelos importantes – como o Mégane; o Talisman e da nova geração do Clio – este último voltou a ser o modelo líder em Portugal com 11.494 unidades vendidas. Com 4 anos de presença no mercado e 4 anos de liderança, a 4ª geração do Clio tem sido um sucesso comercial.

A sua estética diferenciadora marcou um ponto de viragem para a Renault, e que teve continuidade com o modelo Captur, que se impôs no mercado de Crossover/SUV e com a 4ª geração do Mégane, que liderou o segmento C no ano passado.

A forte presença da Renault – com uma gama completamente renovada – na quase totalidade dos segmentos a par da adequação da gama às expectativas e necessidades do cliente português, quer em termos de equipamentos, quer na relação produto/qualidade/preço, são dois pilares do sucesso da marca no mercado, apesar da forte concorrência existente.

Comerciais ligeiros e mobilidade elétrica

A Renault obteve no mercado de comerciais ligeiros (VCL) a melhor quota de mercado da sua história em solo nacional. Os 21,4% obtidos, superam em quase um ponto percentual o melhor resultado que datava de 2013. Para estes resultados contribuíram as qualidades intrínsecas dos modelos renovados da Renault (no caso, o Kangoo, o Trafic e o Master), bem como a dinâmica dos concessionários que trabalharam de forma exemplar o mercado das frotas, e das empresas PME’s.

Como consequência, o resultado do Grupo Renault no mercado de VCL foi, também, e por larga margem, o melhor da sua história, com uma quota de mercado de 22,5% (sendo 21,4% para a Renault e 1,1% para a Dacia).

Depois de um ano de forte crescimento em 2015 (superior a 230%), a evolução do mercado de automóveis elétricos acabou por ficar, em 2016, um pouco aquém das expetativas. O crescimento ligeiramente superior a 14% e as pouco mais de 800 unidades vendidas, não refletem a dinâmica e o interesse que se tinha instalado em 2015 e que teve seguimento em 2016.

Para a Renault, a mobilidade elétrica foi sempre uma opção estratégica de médio e longo prazo. Em 2016, com um total de 194 unidades vendidas (ZOE + Kangoo Z.E.), a Renault obteve praticamente um quarto (24%) do total das unidades comercializadas no mercado Português.

Para além de bons registos nas vendas em praticamente todos os seus modelos e segmentos de mercado, a Renault não descurou o atendimento ao pós-venda, dispondo de uma rede de concessionários e de oficinas autorizadas que proporcionam aos clientes das suas marcas, uma cobertura geográfica de proximidade, tanto nos grandes centros, como nas regiões mais interiores do nosso país.

Para o atendimento empresarial, por exemplo, a marca dispõe da sua rede Renault Pro+, um novo conceito “One stop shop” que tem por objetivo agrupar, num mesmo espaço, os serviços e os produtos exclusivos e adaptados aos clientes profissionais, tanto no tocante à venda como do pós-venda, oferecendo-lhes os mais elevados padrões de qualidade em serviços, peças e assistência técnica.

renault-master-media-galery-08

Com o Renault Pro+, a Renault especializou uma parte da sua rede para estar à altura de responder a todas as necessidades dos seus clientes profissionais. Desde 2009, graças a mais de 530 concessionários claramente identificados Renault Pro+ em 36 países, os clientes da marca beneficiam de compromissos fortes e de um padrão de qualidade elevado, dedicado e com uma equipa de profissionais formados pela marca.

De forma a compreendermos melhor o sucesso da Renault no mercado das frotas, entrevistamos Ricardo Oliveira, Diretor de Comunicação e Imagem da Renault em Portugal, que nos descreve mais aspetos da marca na sua relação com as empresas.

Qual a estratégia da marca Renault, por exemplo, para o mercado das PMEs em Portugal?

“A Renault, como líder de mercado em Portugal tem de estar presente em todos os canais de venda. Não existe propriamente uma estratégia vocacionada para tipo de empresas particulares mas existe uma estratégia de presença junto das empresas (grandes ou pequenas).

Em grandes linhas esta estratégia passa por 3 componentes fundamentais:

Produto – Uma oferta adequada a todos os tipos de necessidades e com possibilidade de ser construída à medida das necessidades de cada cliente.

Serviços – O entendimento que os clientes profissionais têm necessidades diversas dos clientes particulares e a componente serviço seja ela na venda, seja no pós-venda assume uma dimensão ainda mais significativa.

Equipas comerciais – A Renault possui na sua própria organização equipas comerciais dedicadas apenas ao acompanhamento da atividade das empresas. Estas equipas podem funcionar em direto ou junto da rede para apoiar este tipo de clientes.

A Renault foi uma das primeiras marcas a criar uma organização específica para acompanhamento dos clientes profissionais (sejam eles grandes ou pequenas empresas) e este é também um dos fatores do nosso sucesso”.

Print article