Revista Aberta – tendências e gestão

by on 8 Junho, 2019 in Frotas, Pós-Venda

Revista Aberta – tendências e gestão

Com a presença de um seletivo grupo de convidados, a 7ª edição da Revista Aberta da Automotive, realizou-se nas exclusivas instalações da Cidade do Futebol.

Profissionais com posição de destaque nas suas empresas, analisaram em 3 dinâmicos painéis, questões como a conectividade; frotas; gestão e tendências das marcas automóveis; os novos desafios energéticos; impactos ambientais. A inovação na mobilidade multimarca; os serviços de pesados, e manutenção do automóvel em Portugal, também foram debatidos.

Tecnologia ou emoção?

Ricardo Oliveira, diretor de comunicação da Renault Portugal, abriu os debates do encontro, abordando a questão das novas tecnologias nos automóveis e o futuro do setor. Exemplo concreto é a “Alliance Intelligent Cloud” criada no Microsoft Azure e que deverá permitir a implementação dos mais recentes serviços conectados e também a criação de infraestruturas conectadas, na quase totalidade dos 200 mercados onde estão representadas as marcas Renault, Nissan e Mitsubishi.

Na sua opinião “estamos, todos, à procura de soluções para o novo mundo ligado à mobilidade. Hoje o automóvel é cada vez mais conectado e autónomo. Acredito que as mudanças nos automóveis serão mais céleres nos próximos 10 anos, do que aquelas que ocorrem nos últimos 50 anos.

Questionado por Eduardo Gaspar, diretor da Revista Automotive e moderador do encontro, se a componente tecnológica está a retirar a emoção da condução do automóvel, Ricardo Oliveira exemplificou “ninguém sonha em comprar uma máquina de lavar roupa, por mais evoluída que ela seja. No entanto, quando o produto é um automóvel, existe sempre uma ligação emocional a uma determinada marca ou modelo”.

Gestão e eficiência

Ana Guerreiro, responsável de vendas e marketing da Suzuki Motor Ibérica, sucursal em Portugal, abordou a questão da gestão de marca e eficiência num contexto de globalização das marcas automóveis. “Cada vez mais é necessário trabalharmos em parcerias para alcançarmos resultados positivos e consistentes, através de sinergias. Por exemplo, em Portugal, a nossa marca dispõe de uma estrutura pequena e otimizada com apenas 3 pessoas”.

Multiplicidade de produtos e proximidade de serviços

Olga Alves, Fleet Key Account Manager Mercedes-Benz Portugal, falou sobre a multiplicidade de produtos automóveis à venda no nosso país e as diferentes motorizações disponíveis. “Temos um posicionamento premium e uma gama diversificada de modelos. No caso das frotas, dispomos de uma motorização híbrida plug-in gasóleo, que será uma alternativa muito importante para o mercado empresarial”. Nos serviços às frotas de pesados, Pedro Prates, diretor geral da GSVI, concessionário da marca de camiões DAF em Portugal, falou sobre a expansão da rede oficial, das peças originais, da evolução tecnológica, conectividade, inovação e importância da rentabilidade.

Nuno Ferreira, diretor geral da Ferreira & Filhos, concessionário Iveco, lembrou que o cliente continua a estar no centro das decisões das empresas e dos serviços de pós-venda.

Lurdes Raimundo, gestora da frota de apoio operacional da Carris, recordou as especificidades da utilização do automóvel, nos serviços operacionais de uma empresa de gestão pública. Por seu turno, Manuel Monteiro, Country Business Supervisor da Axalta Portugal, ressaltou a importância da rentabilidade das empresas na área da repintura automóvel.

Na amplitude do debate, também participaram Vítor Soares, diretor de franquia da rede Euromaster Portugal; Nuno Costa, Product Manager da Eurotaxglass; Nuno Rosa, responsável de frotas da marca Ford, na Louresfor; Carlos Costa, diretor geral da empresa Movyng-Rent-a-Car; Hélder Albuquerque, gestor de frotas e Virgílio Maia, responsável de marketing da Axalta Coating Systems Portugal.

O Encontro Empresarial Revista Aberta terminou com uma visita guiada pelas instalações da Cidade do Futebol.

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com