Visão a 2030 da Renault

by on 30 Outubro, 2017 in Frotas

Visão a 2030 da Renault

Ricardo Oliveira, diretor de comunicação da Renault Portugal, em entrevista à Automotive em Frankfurt, explicou a visão da marca no salão bem como fez um ponto de situação da performance da Renault em Portugal. Segundo o responsável, “o Symbioz que vemos aqui no stand é a materialização da visão a 2030 da Renault. Mais do que um automóvel ser um produto que nos leva do ponto A ao ponto B, ele interage com tudo aquilo que tem a ver com a nossa vida, nomeadamente com a nossa casa.

O automóvel no futuro fará parte da nossa casa, será como uma divisão adicional da casa. Veremos se isso se concretiza quando chegámos a essa data, mas já temos uma visão do que queremos fazer.  O Symbioz também apresenta algumas evoluções estéticas que farão parte dos modelos da Renault no futuro.

Relativamente à nossa performance em Portugal, o ano tem sido bom pois estamos com uma quota de mercado superior ao do ano passado, sendo a marca que mais cresceu no mercado. Lideramos as vendas e projetamos que até ao final do ano continue a ser assim. Sei que ainda faltam quatro meses mas a nossa expectativa é de conseguimos garantir o vigésimo ano consecutivo de liderança no mercado nacional.

O nosso aumento de quota de mercado tem muito a ver com o sucesso do novo modelo Clio, que é o carro mais vendido, com o facto de neste momento temos a gama Megane completa e líder do seu segmento, e com o Captur a ser o crossover mais vendido em Portugal. Entretanto lançamos o Kadjar que trouxe um volume adicional para a marca, em conjunto com os veículos elétricos onde temos praticamente 500 automóveis vendidos até ao momento, com grande destaque para o ZOE.

Tudo isso vem acrescentado volume e valor à nossa marca, e está de acordo com aquilo que esperávamos, uma vez que temos a gama toda renovada este ano. Em termos de vendas ao canal das frotas, mantém-se próximo dos valores do ano passado, sendo de realçar o maior volume do rent-a-car devido à dinâmica muito grande do turismo”, finalizou Ricardo Oliveira.

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com