Volvo V60 plug-in Hybrid – um investimento seguro

by on 22 Abril, 2015 in Ensaios / Assessment

Volvo V60 plug-in Hybrid – um investimento seguro

Para o assessment do Volvo V60 plug-in Hybrid Summum, convidamos José Pedro Inácio, diretor geral da LOGO Seguros.      

A LOGO completou 7 anos com uma quota de mercado e notoriedade que nenhuma seguradora conseguiu em tão pouco tempo em Portugal. José Pedro Inácio aceitou o convite da Automotive para sair da pressão e velocidade do seu quotidiano e avaliar uma viatura. Eis as suas impressões:

“Somos uma seguradora que opera fundamentalmente pela internet e via call-center, pois o objetivo é fazer a simulação e o seguro  em cerca de 5 minutos. Tal rapidez e precisão só é possível pela estrutura e por processos bem conjugados que estão por detrás dos valores do seguro, que oferecemos. Além da garantia e da adequação a cada necessidade.

Características do carro

Este híbrido é a combinação entre um motor diesel de 215cv, potente e eficiente em termos de consumo de combustível, conjugado com um motor elétrico de 70cv alimentado por uma bateria de alta capacidade.  Ao contrário de outros modelos híbridos, a velocidade máxima no modo elétrico não está limitada aos 50km/h ou 70km/h, mas sim nos 120km/h,  sem emissões de escape. Para a maioria dos quadros de direção das empresas, são suficientes para a utilização quotidiana, tendo em conta que a bateria é recarregável numa tomada de 220volts, fica mesmo muito económico.

No entanto, se for necessário percorrer muitos quilómetros, a eficiência deste motor diesel combinada com a autonomia do motor elétrico e a recuperação de energia durante as travagens, permite uma autonomia total de até 1.000 km sem reabastecer ou recarregar. 

Tração às quatro rodas

Em termos de tração, o motor diesel aciona as rodas dianteiras e o motor elétrico aciona as rodas traseiras. Se estivermos a conduzir em vias íngremes ou em piso escorregadio, podemos premir o botão AWD na consola central que dá prioridade na tração às quatro rodas, o que significa que ambos os motores funcionam em conjunto para uma maior capacidade de tração. Tal é significativo quando é necessário puxar um reboque, sendo que o peso máximo rebocável mantém-se igual ao de um Volvo V60 puramente diesel, ou seja, nos 1.800 kg.

Por falar em pesos, tendo em conta que este modelo pesa cerca de 2.500kg, a rapidez na resposta do conjunto propulsor e a leveza na condução são aspetos que surpreendem. A caixa automática de 6 velocidades confere  suavidade na condução, com passagens de caixa quase impercetíveis.

Dinâmica e segurança

Demonstra cuidado no desenvolvimento, o fato de o Volvo ter adaptado o seu V60 paramanter aos níveis de segurança neste híbrido. Tendo em conta o peso extra da bateria de alta voltagem e do sistema de tração elétrico, o chassis foi reforçado. Por forma a igualar a performance dos outros modelos Volvo e comportar o peso extra, este modelo possui travões de maior dimensão e pneus especiais com maior índice de carga.

 Diferentes modos de condução

Se o motor elétrico não for capaz de produzir a potência solicitada quando premimos com mais afinco o acelerador, o motor de combustão arranca automaticamente para permitir um débito suficiente. Após este arranque o motor de combustão volta a desligar e a marcha prossegue no modo elétrico. Após o arranque, podem ser usados os botões Pure/Hybrid/Power para selecionar o modo de condução. No modo “Hybrid”, as duas fontes de energia funcionam em articulação, afinando a operação para garantir eficiência no consumo e minimizar as emissões. O modo “Pure” permite a utilização exclusiva do motor elétrico e quando o botão “Power” é acionado, ambas as fontes de energia são ativadas e afinadas para oferecer a máxima performance.

A lógica de poupança está por toda a parte. Um pormenor interessante é que a capacidade da bateria pode ser preservada premindo o botão “save for later”. O veículo irá então funcionar com o motor diesel e poupar a carga da bateria para usar mais tarde. Se necessário, o gerador de alta voltagem recarrega a bateria de modo a manter um nível de carga suficiente para um trajeto de 20km em condução unicamente elétrico. (…)

Leia o artigo completo na edição impressa da Revista Automotive nº21

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com