VW Arteon – A arte e o automóvel em versão CEO

by on 19 Janeiro, 2018 in Ensaios / Assessment

VW Arteon –  A arte e o automóvel em versão CEO

Podemos dizer que arte é uma atividade exclusivamente humana ligada a manifestações de ordem estética, a partir de perceções, emoções e ideias. Feita para fruir, dar prazer e poder a quem a detém.

No caso do modelo Arteon, este conceito se encaixa na perfeição, face ao esforço da marca Volkswagen em transmitir tudo isso num automóvel.

Para avaliar as capacidades técnicas e qualidades de construção deste modelo topo de gama da Volkswagen, a Revista Automotive convidou José Aniceto, gerente e administrador da empresa S. José Logística de Pneus que, para além de ser um profundo conhecedor do mundo da competição motorizada, classifica o automóvel como uma ferramenta de trabalho e também de condição social.

“Do alto da janela do meu gabinete, pude observar o aproximar do Arteon na estrada que dá acesso à nossa empresa e, mesmo à distância, fiquei fascinado com a beleza deste automóvel. É uma sensação muito positiva estarmos no nosso local de trabalho e sabermos que, ao final de um dia bem preenchido, teremos a possibilidade de desfrutar de um carro que muitas vezes está presente somente no nosso imaginário, pois é destinado a poucas pessoas.

Ao descer até à rua, para o primeiro contacto com o carro, não consigo conter a minha expressão de alegria, ao esboçar um sorriso quase infantil, ao saber que irei assumir os comandos de um automóvel, que é o resultado de anos de estudos, investimento e muito desenvolvimento tecnológico da marca Volkswagen.

De facto, este convite que me foi dirigido pela Revista Automotive veio em boa altura e preenche uma lacuna na minha experiência profissional, pois é a primeira vez que conduzo um modelo topo de gama desta marca em Portugal.

Rumo ao futuro

Ao iniciar o percurso pelas estradas da Zona Industrial de Cantanhede, onde está localizada a sede da nossa empresa, tenho a sensação de partir à conquista de algo que não sei bem o que é. Talvez porque as formas exteriores e o elegante interior do Arteon proporcionem uma atmosfera executiva, como se ainda estivesse no meu gabinete a comandar a minha empresa.

A posição de condução necessita de alguma adaptação inicial, assim como a cadeira de gestor de topo, mas, depois de alguns metros, torna-se bastante agradável e ajustada a meu estilo de condução. A caixa de velocidades é fácil de utilizar e o motor deste modelo responde muito bem ao mais leve toque no acelerador.

O volante multifunções é um mimo para todos aqueles que querem ter o comando da empresa e do carro, na ponta dos dedos, as patilhas de mudança posicionadas junto à direção, são muito intuitivas e respondem com precisão ao mais leve toque. O ecrã digital está bem posicionado e dispõe de uma infografia moderna que antecipa a configuração da estrada, o que dá muito jeito quanto conduzimos à noite, em situações de nevoeiro, ou quando não conhecemos bem o percurso.

O prazer pelo automóvel

Sou um apaixonado pelo desporto motorizado, conduzi carros muito potentes quando era mais jovem, pelo que tenho bem a noção do que é um carro com boas performances. Atualmente, no meu dia-a-dia de trabalho como empresário, para além de percorrer muitos quilómetros em visita aos nossos clientes e parceiros de negócio, também desfruto de algum prazer desportivo aos fins de semana, através da condução do meu Porsche 911 Turbo.

Apesar de possuir na frota da nossa empresa uma carrinha do segmento superior, tenho que salientar que o meu sando depois para algumas carrinhas de trabalho e mais tarde, tive uma Renault Nevada; um Mitshubishi Galant; 3 diferentes modelos Audi e 2 modelos BMW 525. Da marca Volkswagen, o meu primeiro contacto, embora breve, foi com uma viatura de substituição, do modelo Passat.

Gosto da presença, da estética e do status deste modelo Arteon. Tem uma traseira fastback que lhe confere um aspeto desportivo. Os frisos laterais dão-lhe um ar muito elegante. A frente é provocadora, mas poderia ser mais agressiva, talvez com um capot em forma de cunha. Para um uso mais executivo e pelo seu preço na versão base, este modelo está bem ajustado para o uso empresarial. Apesar da minha paixão pelo desporto motorizado e por automóveis de alta performance; por questões profissionais e práticas, uso um topo de gama e pronto”.

Pneus e segurança

Sendo um empresário do setor da distribuição de pneus e com uma vasta experiência enquanto condutor, José Aniceto é um empresário de sucesso, à frente da S. José Logística de Pneus, empresa que de forma consecutiva, conquistou nos últimos anos, a menção de PME Excelência. Para ele, o pneu é um componente essencial para a segurança, performance, e prazer de condução de qualquer automóvel.

“A nossa empresa é uma das maiores referências na área de distribuição de pneus em Portugal e, ao alcançarmos este patamar de excelência, também me tornei muito exigente na escolha de um automóvel. Por outro lado, é importante estar atento ao estado do pneu, verificar regularmente a sua pressão, eventuais danos e substitui-los sempre que não estejam em condições de uso ou com o piso abaixo da medida prevista na lei.”

Motorização

Voltando ao Arteon, Luís Aniceto ressalta a suavidade de condução, a elegância das suas linhas exteriores e o seu interior envolvente na versão RLine. “Estes aspetos ganham ainda mais expressão quando tiramos partido do seu motor 2.0 TDI de 240 cavalos, bem como da sua bem escalonada caixa automática DSG de 7 velocidades com dupla embraiagem e a tração integral. O seu preço base de 47.815 euros, para a versão 2.0 TDI de 150 cavalos, é um argumento comercial de peso para a entrada deste modelo de topo da Volkswagen, nas vendas empresariais.

Posicionamento

Sendo um coupé de 5 lugares, considero que o Arteon se posiciona acima do seu irmão o Passat, combinando de forma inteligente a sua elegante forma, um luxuoso interior, a dinâmica de condução e a performance do seu motor, que se revelou muito acima das minhas melhores expectativas.

O seu espaço interior é abundante, ergonómico e apresenta pormenores de luzes que lhe conferem um requinte adicional. O bom gosto dos artistas que estiveram na génese do desenvolvimento deste Arteon, estão presentes em cada pormenor. Veja-se o caso do porta bagagem que apresenta um grande espaço, mais parecendo um SUV. Enfim, um carro acima da média do seu segmento e que reposiciona a imagem da Volkswagen no mercado empresarial”, conclui José Aniceto.

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com