Camião com biometano 100% renovável já circula em Portugal

by on 30 Setembro, 2021 in Pesados

Camião com biometano 100% renovável já circula em Portugal

O primeiro abastecimento a biometano 100% renovável de um veículo pesado em Portugal realizou-se em Loures. Através de uma parceria estabelecida entre a Dourogás e a HAVI, em colaboração com a Scania, foi dado mais um passo no caminho das energias alternativas no setor dos transportes.

Esta iniciativa prevê que durante um mês, o modelo Scania realize um percurso de cerca de 8 mil km abastecidos totalmente com biometano 100% renovável, no transporte pesado de bens alimentares com emissões zero de CO2. O biometano faz parte do investimento em mobilidade sustentável por parte do Grupo Dourogás, empresa nacional que tem como objetivo até 2025, disponibilizar 50% de GNV (gás natural veicular) de origem 100% renovável (biometano), o que permitirá evitar a emissão de 7.600 toneladas de CO2 por ano.

Face ao gasóleo, o GNV representa também um benefício considerável ao nível da qualidade do ar, uma vez que permite a redução de monóxido de carbono (CO) em 30%, de óxidos de nitrogénio (NOx) em 35% e de dióxido de carbono (CO2) em cerca de 20% e, também, a redução em 95% de partículas em suspensão e a neutralização de emissões de dióxido de enxofre (SO2).

Estratégia ambiental

Segundo João Filipe Jesus (foto acima), diretor-geral da Dourogás GNV, “a parceria entre a Dourogás GNV e a HAVI que hoje materializamos com este primeiro enchimento, marca um passo importante no caminho para a realização de um dos objetivos da Dourogás. Ou seja, queremos disponibilizar biometano de origem 100% renovável em todos os nossos postos de abastecimento, até 2025.

Iniciativas como o Biogasmove e a parceria que apresentámos recentemente com a Águas do Tejo Atlântico, permitem- -nos desenvolver o grande potencial que Portugal tem na produção de biometano verde, seja com origem nos resíduos urbanos, nas lamas de ETAR ou outros.

O biometano incorporado no posto de abastecimento da Dourogás em Loures tem origem no projeto pioneiro de demonstração de conceito que permite produzir gás natural 100% renovável a partir da digestão anaeróbia de resíduos orgânicos. Denominado por Biogasmove, este tipo de gás já abastece uma frota de veículos da empresa intermunicipal Resíduos do Nordeste (na região de Trás-os-Montes), a partir da biodigestão e valorização energética da matéria orgânica recolhida, coincidentemente, por essas mesmas viaturas.

Recentemente, a Dourogás e as Águas do Tejo Atlântico firmaram também uma parceria no sentido de iniciar um projeto de demonstração de conceito com vista à produção de biometano a partir das lamas produzidas nas Estações de Tratamento de Águas Residuais (ETAR)”, explicou.

Por sua vez, Nuno Moreira (foto acima, à esquerda), presidente executivo do Grupo Dourogás afirmou na ocasião que “somos e queremos ser cada vez mais uma parte ativa da descarbonização da economia portuguesa.

O gás natural, com a incorporação de gases renováveis como o biometano 100% renovável e o hidrogénio, são a solução para descarbonizar no imediato e acreditamos que, no futuro, o hidrogénio permitirá uma descarbonização a 100%. O nosso percurso tem base no desenvolvimento continuo de inovação e na criação de alternativas mais sustentáveis para a mobilidade, pelo que estamos altamente comprometidos com a descarbonização e posicionamo-nos como um pivô central da mobilidade do futuro. Esta é a nossa prioridade e é nela que centramos o nosso ambicioso plano de investimentos que inclui a atualização dos Postos GNV para Postos de Hidrogénio e outros gases renováveis, como o biometano”, destacou.

Em declarações à Revista Automotive, Luís Ferreira, country lead Portugal da HAVI Logistics (foto acima, à direita), destacou que “atualmente dispomos de uma frota com 14 viaturas pesadas de mercadorias, com propulsão a GNL (Gás Natural Liquefeito) e GNC (Gás Natural Comprimido). A breve prazo, prevemos incorporar mais unidades com este tipo de combustível (biometano), à medida que as necessidades ou oportunidades de mercado assim o permitam.

A frota da HAVI em Portugal utiliza apenas energia renovável, tendo excluído o combustível a diesel das nossas operações. As nossas viaturas a GNL e GNC operam em todo o território continental, visto que temos dois centros de distribuição, um localizado em Azambuja e outro em Canelas (Vila Nova de Gaia). Neste momento o Grupo Havi tem uma parceria global com a marca Scania, que dispõe de uma boa solução de mobilidade em termos de camiões movidos a gás. Temos também na frota diversos camiões da Iveco movidos igualmente a GNC.

A utilização do gás natural na nossa frota tem por base o benefício económico e ambiental. A HAVI tem uma visão de negócio assente nestas duas premissas, e neste sentido esta parceria com a marca Scania e agora, com as estações de abastecimento a Gás Metano com a Dourogás, vai de encontro à nossa estratégia de utilizar energia sustentável, economicamente viável e rentável na nossa empresa.

A HAVI é uma gestora de cadeias de abastecimento, e uma das suas atividades assenta na distribuição e logística de produtos. Procuramos realizar parcerias de longa duração e temos diversas iniciativas implementadas em termos ambientais nos nossos armazéns e também na recolha de óleos usados para transformação em biodiesel, utilizados em motores de frio, por exemplo. Esta política de inovação está no nosso ADN e também com as empresas com as quais trabalhos na distribuição”, revelou à Automotive.

Print article