Kögel cresce em Portugal e mantém “Made in Germany”

by on 27 Abril, 2022 in Pesados

Kögel cresce em Portugal e mantém “Made in Germany”

A fabricante de semirreboques alemã Kögel cresceu cerca de 30% nas vendas de semirreboques em 2021, face ao ano de 2020, segundo dados da ACAP.

Entrevistamos Christian Renners, CEO da Kögel (na foto à esquerda), bem como Denis Valder Munir, Head of Business & Project Management Portugal da Kögel (na foto, à direita), que nos descrevem a performance da empresa, bem como os planos para o futuro.

Revista Automotive (RA): Qual é o balanço que fazem do ano de 2021 – em termos de desenvolvimento de produtos, vendas e desafios enfrentados?

Christian Renners (CR): 2021 foi um grande ano para a Kögel com muitas encomendas. Reforçámos significativamente a nossa equipa de vendas, com mais profissionais para impulsionar as vendas tanto na Alemanha como no resto da Europa, contribuindo com as suas experiências neste setor. Isto inclui o recrutamento de Denis Valder Munir como Head of Business & Project Management Portugal, que já tem vindo a desenvolver com muito sucesso o nosso negócio em Portugal.

Concentrámo-nos também na expansão dos nossos serviços de valor acrescentado. Por exemplo, a Kögel tem vindo a instalar a sua própria telemática nos semirreboques de série desde junho de 2021. O sistema ajuda, por exemplo, a reduzir os custos da frota através de processos de serviço e manutenção otimizados e preditivos, tornando assim a utilização dos veículos mais económica. Uma condição técnica perfeita dos reboques também garante que o consumo de combustível da unidade tratora é ótimo e tem em conta a redução das emissões de CO2 e gases poluentes.

A Kögel e todos os outros fabricantes enfrentaram os mesmos desafios em Portugal em 2021, tal como noutros países, relacionados com o aumento do custo das matérias-primas e serviços, com impacto no preço final dos reboques. Devido à reduzida disponibilidade de determinados materiais ao mesmo tempo, infelizmente também o tempo de entrega foi maior do que o previsto.

Como parte do programa estratégico de crescimento da Kögel, a área de produtos para o segmento da construção também desempenhará um papel importante em Portugal no futuro. Aqui, a Kögel oferece o Kögel Tipper e o Kögel Multi, bem como os reboques de baixo carregamento e material de construção da Humbaur, a nossa empresa irmã. Estamos assim idealmente posicionados e podemos oferecer aos nossos clientes um portfólio de produtos abrangente neste segmento em crescimento.

RA: Quais têm sito os vossos desenvolvimentos em matéria de sustentabilidade e digitalização?

CR: Levamos a nossa responsabilidade a sério. Como um dos principais fabricantes de reboques na Europa, o nosso foco não é apenas a concorrência, mas também a orientação de valor.

O nosso objetivo é tornar o transporte de mercadorias mais sustentável. Mas também nos focarmos na compatibilidade da eficiência económica e da sustentabilidade. Esforçamos para seguir o lema da nossa empresa ‘Economia encontra ecologia – Porque nos preocupamos’. É importante lembrar que a digitalização e a sustentabilidade estão intimamente ligadas. Como impulsionador da inovação, estamos constantemente interessados em expandir o nosso portfólio de produtos e otimizar o existente.

Como pioneiros da construção de semirreboques leves, oferecemos aos nossos clientes os trailers ideais para o transporte de carga e volume sensível ao transporte de mercadorias com os reboques da geração NOVUM, mas também as variantes Light plus. Resumindo: Não há rutura para tecnologias sustentáveis sem benefícios económicos!

Apresentámos recentemente o Kögel e-Cool em cooperação com a SAF-Holland e a Carrier. O veículo é mais uma peça do puzzle, a caminho do transporte sustentável de mercadorias. Fiel ao nosso lema ‘Economia encontra ecologia’, o objetivo é reunir experiência com os clientes para ver se esta nova tecnologia é comprovada na prática. Para além da redução das emissões de CO2 do semirreboque frigorífico, as baixas emissões sonoras do motor de frio complementam as vantagens do Kögel e-Cool. No outono de 2022, no salão IAA em Hannover, apresentaremos mais soluções que sejam sustentáveis e económicas para os transportadores.

RA: Como têm mantido a produção em Burtenbach (Alemanha), tendo em conta que é um local de produção de alto custo?

CR: a Kögel cresceu baseada nos produtos “made in Germany”. É a herança e a base da nossa engenharia. A Alemanha como localização de produção, disponibiliza uma qualidade que é muito apreciada pelos nossos clientes internacionais.

Um dos pilares é o elevado nível de formação dos nossos colaboradores. “Made in Germany” significa: muitos anos de experiência dos trabalhadores qualificados em empresas com uma longa tradição, um parque de máquinas industriais moderno e um elevado nível de eficiência, que asseguram inovações bem-sucedidas.

A Kögel já estabeleceu no ano passado, o rumo para o futuro desenvolvimento da empresa em Burtenbach. Além de uma prorrogação antecipada do contrato coletivo de trabalho, existente até 2031, e da salvaguarda associada à localização, a Kögel está a investir uma cifra de dois dígitos na fábrica de Burtenbach. Neste momento estamos a construir um novo edifício de administração que oferece lugar para o nosso número crescente de colegas de trabalho e também para uma sala de carregamento de kits SKD (semirreboques recondicionados para o mercado externo). Dentro haverá uma oficina adicional com várias linhas de serviço para os nossos clientes. Fiquem atentos! Haverá mais noticias sobre isto, em breve.

RA: Qual é a performance de Kögel em Portugal?

Denis Munir (DM): Mantivemos uma forte presença no mercado português. Estamos meticulosamente a perseguir os nossos objetivos e conseguimos estabelecer-nos como número dois no mercado em 2021. Em breve, queremos expandir ainda mais o nosso portfólio de produtos para que possamos também satisfazer plenamente todos os requisitos dos clientes em Portugal. Além disso, continuaremos a participar em feiras e conferências portuguesas como a ANTRAM 2022.

RA: Qual é a sua visão estratégica para os anos seguintes e perspetivas para 2022?

DM: O nosso objetivo para 2022 é oferecer uma solução completa e personalizada de 360 graus para os clientes, com foco no longo prazo. Isto significa que oferecemos uma parceria forte aos nossos clientes, desde a aquisição de veículos até à compra do reboque usado, incluindo importantes serviços de valor acrescentado como telemática, aluguer, e assim por diante.

Queremos aumentar a presença da Kögel em todo o país. Por isso, iremos melhorar as atuais oficinas, ofereceremos serviços e assistência de forma eficaz e eficiente, e tornaremos a marca ainda mais forte no mercado português.

O mercado português é importante para nós. Para facilitar ainda mais o contacto dos clientes, dispomos agora também de um website português onde os clientes podem encontrar conteúdos relevantes atuais e, claro, estabelecer facilmente contacto direto com a nossa equipa de clientes e vendas portuguesas.

Print article