Lexus UX 300e – configurar o futuro

by on 26 Novembro, 2020 in Ensaios / Assessment, Frotas

Lexus UX 300e – configurar o futuro

O Lexus UX 300e, é o primeiro automóvel 100% elétrico do Grupo Toyota na Europa. Este Lexus foi apresentado à imprensa nacional, num evento dinâmico realizado na Base Aérea nº6, onde a Revista Automotive esteve presente, o que nos permitiu realizar diversos paralelismos, a começar pelo fato do UX 300e servir como “base” para os próximos modelos totalmente elétricos da Lexus.

Este modelo, do segmento premium, traz consigo um duplo caráter – as vezes quase paradoxal – que o acompanha nos diversos ângulos por onde quer que o analisamos. Por um lado, tem a responsabilidade de ser o primeiro modelo 100% elétrico do Grupo Toyota e, portanto, irá ditar as primeiras impressões dos clientes sobre a marca.

Por outro lado, foi desenvolvido sem pressão, pois, ao contrário de outras marcas automóveis, a Lexus não teve de apresentar “à pressa” modelos elétricos para cumprir com as novas normas europeias de emissões para 2010/2021.

A eletrificação dos modelos tem sido uma constante no Grupo Toyota – as viaturas híbridas representaram 63% das vendas totais de ligeiros de passageiros da Toyota em Portugal, na primeira metade deste ano. Quanto à Lexus, 100% das viaturas novas vendidas em Portugal já estão eletrificadas.

Pelo seu posicionamento, parece paradoxal uma marca de luxo como a Lexus apresentar o seu primeiro modelo elétrico, logo na versão de entrada de gama. O objetivo é ser um Crossover elétrico acessível e desejado, luxuoso e robusto, com performance, mas, ao mesmo tempo, económico. O duplo caráter transpõe-se também no plano tecnológico, onde o UX 300e pode ser carregado dos dois lados da viatura – um lado carrega-se com corrente alternada (AC) e, o outro, com corrente contínua (DC).

Uma comparação de força

Como pano de fundo da apresentação tivemos o Agusta-Westland EH101 Merlin, helicóptero da Força Aérea Portuguesa, uma máquina também ela extremamente tecnológica (e até ambivalente), como é o caso deste Lexus UX 300e. Este helicóptero EH101 da Base Área nº6 é dedicado à missão de busca e salvamento (SAR), principalmente em meio marítimo.

Tipicamente os helicópteros de SAR têm cores mais vibrantes, mas o fato deste ser camuflado revela a sua dupla função, pois pode a qualquer momento ser mobilizado para o combate, para realizar o transporte de tropas, entre outras missões bélicas.

O seu cockpit é uma montra tecnológica, que conjuga displays totalmente digitais com botões analógicos. Encontramos parecenças com o UX 300e, onde o seu interior tem também essa conjugação harmoniosa entre o digital e o analógico, aliada a uma estética muito própria da Lexus que é sempre complementada por materiais requintados.

No âmbito da autonomia, o helicóptero EH101 apresenta um alcance máximo de 740km, enquanto o UX 300e consegue alcançar até 300 km de autonomia real. Conduzimos este Lexus 100% elétrico, por cerca de 20 km na Base Aérea, e ainda sobejaram 250 km de autonomia. A vantagem deste UX 300e é que quando a autonomia chega a “zero”, na verdade ele ainda tem 10% de margem para evitar certos percalços para o condutor e ocupantes.

Assim, depois dos vários exercícios de arranque, slalom e condução em todo o terreno que tivemos a oportunidade de realizar (onde registámos uma média de consumo de 20,5kWh/100km), estamos em crer que a autonomia total estará muito próxima, ou até poderá ultrapassar, os 300 km indicados pelo fabricante.

Dinâmica e performance

As baterias do UX 300e conferem-lhe um centro de gravidade mais baixo do que a sua versão híbrida (-10%), o que aliado a uma maior rigidez torsional da plataforma GA-C, propiciam um comportamento em estrada muito dinâmico e vivaz deste Lexus 100% elétrico. Os vários modos de condução (eco, normal e Sport), permitem ajustar a resposta do conjunto propulsor às necessidades do trajeto ou ao estilo de cada condutor.

A travagem regenerativa também pode ser regulada em quatro níveis, podendo assim diminuir a necessidade de travar o veículo, à medida que aumentamos o nível de travagem regenerativa. Com uma aceleração instantânea proporcionada pelos 300NM do motor elétrico, rapidamente chegamos com este Lexus aos 120km/h.

Se em termos teóricos os 5100cv do helicóptero EH101 encontram pouco paralelo nos 204cv do UX 300e, em termos práticos existem grandes parecenças. Pelos relatos de quem já foi transportado pelo EH101, esta aeronave é bastante suave e estável no seu voo, apesar da enorme potência dos seus 3 motores Rolls-Royce, e da sua grande manobrabilidade.

Já o Lexus UX 300e conta também com um rolar extremamente silencioso e com uma insonorização ímpar, mesmo em momentos de condução mais dinâmicos ou fora de estrada como experimentámos, por ocasião da apresentação nacional.

Conforto tecnológico e abrangência

As baterias do Lexus UX 300e são arrefecidas pelo mesmo sistema de ar condicionado que climatiza o interior do carro. Por outro lado, o sistema de gestão térmico das baterias permite o aquecimento dos bancos traseiros e dianteiros, numa harmonia térmica que para além de ser muito útil nos dias rigorosos do inverno, traz benefícios ao nível da autonomia e tempo de carregamento das baterias.

No âmbito da gestão térmica é complexo fazermos um paralelismo do Lexus UX 300e com o EH101, mas no objetivo e respetivo raio de ação, é sempre possível. Pelas características técnicas e pelos seus sistemas tecnológicos, esta aeronave permite à Força Aérea Portuguesa uma grande abrangência em termos territoriais de busca e salvamento, tendo como apoio a Base Aérea nº6.

O mesmo acontece com o Lexus UX 300e. Não que este precise de “salvar” a marca, porque a Lexus apresenta um crescimento nas vendas pelo 6º ano consecutivo na Europa (e uma taxa de crescimento ainda superior em Portugal), mas terá certamente uma missão de “busca” de novos clientes para a Lexus. Principalmente no mercado frotista, que representa 70% das vendas das marcas automóveis premium em Portugal.

Um modelo 100% elétrico neste segmento, que apresenta uma garantia das baterias de 10 anos ou 1 milhão de quilómetros, com toda a tecnologia e experiência de veículos eletrificados do Grupo Toyota e uma bem implementada rede de concessionários em Portugal, irá certamente configurar o futuro – tanto da Lexus, como do próprio mercado automóvel neste momento de transformação tecnológica.

Texto: Eduardo Gaspar Fotos: Automotive/Divulgação

Print article

WP to LinkedIn Auto Publish Powered By : XYZScripts.com